Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
Cidades-03-220
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Cidades-01-186
Airo Zamoner
R$ 0,00
(A Vista)






   > A soja em Mato Grosso



Kevin Campos
      ARTIGOS

A soja em Mato Grosso

A Fazenda Pirapó é Administrada pelo grupo O Telhar Agropecuária que chegou ao Brasil visando o agronegócio a produção da soja que junto com pecuária são as mais importantes fontes de economia do estado de Mato Grosso.
Essa fazenda é vista como o celeiro da alta produção do grupo O Telhar em destaque por ser a propriedade mais produtiva conseguindo atingir a incrível média de 56 sc/ha no ano de 2012 e vem trabalhando forte e com compromisso a chegar ao objetivo de aumentar a produção para a safra 2013.
A safra 2013 que ainda está sendo realizada em Mato Grosso debateu-se com um imprevisto que todo produtor encontrou sobre a Pré – colheita, o excesso de chuva no mês de fevereiro atrasou uma boa parte da produção no estado, onde produtores visualizavam parte de suas áreas com a típica “soja ardida” que diminui a consequentemente a qualidade do grão pelo excesso de chuva que ocorreu em boa parte das regiões produtoras do grão em Mato Grosso.
A produção da soja consequentemente faz com que aumente o desenvolvimento do estado como geração de empregos dentre operadores, técnicos agrícolas, agrônomos, motoristas e outras profissões que necessitam na área.
Com as inovações tecnológicas em alta, mercado aceitável, mão de obra qualificada dentro das áreas e outros bons fatores faz com que a soja seja sinônima de riqueza. 
Mesmo com essas dificuldades encontrada rente a produção da soja de Mato Grosso da safra 2013 vem sendo encaminhada com uma alta produção em destaque ao território nacional mantendo seu importante posto de maior produtor da soja do Brasil.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui