Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (202)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2496)  
  Resenhas (129)  

 
 
Abstrato-03-772
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



A arte de escrever,...
Airo Zamoner
R$ 49,80
(A Vista)






   > meu ultimo conto



orlando ciuffi filho
      CONTOS

meu ultimo conto

  Meu último conto. Não escreverei jamais, pois não encontro mais inspiração para escrever mais nada e tão pouco me interesso mais em fazer isso. Vou ficar quietinho em meu canto esperando minha hora chegar e partirei. Sei que agora estou bem próximo do fim e peço desculpas a todos que conseguiram de uma forma ou de outra tolerar-me, pois realmente sempre fui insuportável desde que perdi meu amor ainda um adolescente, e o que unicamente fiz em toda minha vida foi procura-la, mesmo sabendo onde ela estava, mas jamais fui aborrecê-la. Meu único consolo é ficar procurando-a no linkedin e no face. Tenho visto que ela vê muito facebook e outros sites e no face ela esteve a poucas horas atrás e comentou sobre certas coisas que viu, como por exemplo:
 
Ele não te ligou?
Então desligue dele.
Ela deu risadas ao ler isso.
 
O punhal mais afiado que já me feriu chama-se INGRATIDÃO.
Ele respondeu:realmente o punhal mais afiado que existe tbm se chama ingratidão.
 
Metas para 2014: Estar ao lado de quem aprecia minha presença....
Estar ao lado de quem faça meu tempo valer a pena....
Cuidar de quem cuida de mim!!!
Ela respondeu: Oferecer meu tempo para quem faz meu tempo valer a pena.
 
Tais respostas foi escrito por ela em seu face há poucas horas.
Com certeza ela não irá ler meu conto, pois sabe entrar no face, no Skype, no sei lá mais no que mas não sabe procurar-me na editora protexto. Já me disse isso, portanto jamais saberá que esse foi meu último conto, mas caso alguém que me leia e saiba de quem estou falando, informe-a que jamais eu lhe fui ingrato. Hoje la se apresenta como Negra e até tem vergonha dos amigos por ter ficado branca, sua cor original, com a idade. Ela com certeza já está ao lado de quem faça seu tempo valer a pena, pois é a ele que ama e sabe que é a primeira mulher em sua fila.
Eu fui apenas um passado muito antigo que fui apunhado a todo email que ela me enviando contando-me seus deslizes e eu apenas queria amá-la e não saber de suas aventuras, portanto quem foi apunhado fui eu e muitas e muitas vezes.
Em todos os e-mails quando os abria, sentia o brilho do punhal chegando em primeiro lugar e se afastei-me dela, foi exatamente para permitir-lhe a paz e deixa-la totalmente a vontade para se encontrar frequentemente com seu maravilhoso amor que a faz feliz, pois apenas eu amando sem ser correspondido só lhe trazia aborrecimentos após cada punhada.
ociuffi


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui