Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (202)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2496)  
  Resenhas (129)  

 
 
R$ 25,00
(A Vista)



Abstrato-02-600
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > Metafísica com pés no chão do cotidiano



Fabrício Behine
      PENSAMENTOS

Metafísica com pés no chão do cotidiano

  Aprecio muitíssimo o estudo e o pensar fora da normalização especificada, regrando-me prozaico a ser sem necessidade nesse desentendido sistema sociopolítico de que fujo entender... Gosto de saber consciente ou inconsciente, patente ou sub-reptício, de tudo que envolve a evolução, minha ou dos semelhantes-amigos-irmãos, de cujo sofrer me sinto igual-parecido, dado que sofro do mesmo modo -- por vezes demais-quase-me-matando...
      O Positivismo, para gente como eu, é também Metafísico, uma vez que minhas experiências nem sempre estão agrilhoadas ao que se toca e vê, compreendendo-me de forma a dizer o que observo sem enxergar com os olhos, de que a cegueira nascida comigo para certos vislumbres tacanhos torna-se visão aguçada de águia noutros, consoante aprendo na marra a usá-la cada vez mais amalgamando a Ontologia e Fenomenologia para dar jeito-modo-saída quanto aos entraves que se me surgem do nada, do Limbo-inesperado, surpreedendo-me tal criança imatura. Ainda que me sinta uma criança ( interna), há momentos dos quais sou quase obrigado a levar-sem-deixar o Eu-com EgoSuperegoid elevando os meus conhecimentos ao cume; e isso é perigoso! Porquanto minha existência seja perigosa como qualquer outra ( viver é perigôso, môço), somo ao perigo esperado comum uma inquietação psíquica de aprender coisas demasiadas em demasia ( redundante!) , que me deixam extremamente cansado às vezes. Visto que escrevi o termo Metafísica no princípio, digo do mesmo modo Positivista que a Fé é necessária, e para tanto coloco a minha própria experiência de percepção factual -- não conheço ninguém sem Fé que seja realmente satisfeito-feliz.                
 A simplicidade das pessoas quanto ao tratamento interpessoal está ligada ao emocional equilibrado e satisfeito. Mesmo que certo seja a impossibilidade de ficar refletindo tanto-muito-quase-sem-parar nisto, e suposto que isso beneficie a psique equilibrada; só o ato de tentar compreender-seguir já me faz bem-feliz, e avança as boas relações com o próximo, voandossonhar tendo esperança e crença -- e no entanto não tenho o costume de alienar-me profusamente do real viver. Percebendo a relatividade do que é real, com os pés no chão, lanço-me ao paralelo instante de outras realidades para descansar em frete da TV, e com esta atitude retorno à realidade comum-de-todos com mais tranquilidade e forças restauradas para novas lutas e vitórias com os pés no chão de pedras, porém tentando sorrir Metafisicamente quando outro jeito não há... Viver lutando para viver, ( iluminista também) crendo descrente para crer, começando para chegar... Cego para ver o que todos veem... Louco para ter sanidade... Duvidando para amar... Misterioso... De verdade...
    Amando quase tudo para Acreditar...
    Sem misticismo falacioso; visão enevoada mística de nada.
    Somente estudo, e Existencialismo sou eu Metafísico... Tentando parar,
            Um pouco...E  só ter fé e amar... sem muitos erros... Seguir! 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui