Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (655)  
  Contos (940)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (643)  
  Poesias (2507)  
  Resenhas (129)  

 
 
O HOMEM RELIGIOSO
Luis Carlos Lemos da...
R$ 28,00
(A Vista)



A Princesinha Adelaide...
Jayara Ribeiro Rocha
R$ 21,80
(A Vista)






   > Como pétalas



Giovana Lasca
      RESENHAS

Como pétalas

Estava diante de uma floricultura, a cada flor que apreciava, bem dizia meu olfato certeiro, suas pétalas eram apreciáveis.
Sabia demoradamente que um dia elas iriam murchar, como tudo um dia se acaba, fugaz e de um jeito totalmente rigoroso.
Teremos que nos acostumar, diante desse círculo vinculado em memórias.Memórias que possuem cheiro, gosto e sentimento! Eu sou uma flor! 
 Quando murcho, posso perder minha postura, mas nunca meu valor, encontrado nas memórias de pessoas assocíaveis.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui