Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
O PREGADOR
REGIS MEIRELES
R$ 37,30
(A Vista)



O conto de Ruan e sua...
Willians Vieira dos...
R$ 61,40
(A Vista)






   > Inconfidente



João Victor Da Silva Sousa
      POESIAS

Inconfidente

 Vejam o barulho das armas,
Olhem os sons esquisitos
De uma guerra sem vencedor.
 
Ouça o estralar dos dedos,
Veja os sangues jorrando
De uma lei que nunca se fundou.
 
Observem as crianças, sem garantia de futuro
Escutem o berro delas, correndo por brincadeira
De uma bomba que espocou.
     
Leia os números imprecisos e a ciência verdadeira
Estude as mentiras feitas pelo fato
De alguém que nunca estudou.
 
Agora, olhe para o passado!
Feito por maiores vergonhas
De um lugar que nunca se habitou.
 
Neste momento, olhe para si, olhe para o outro e veja o acontecimento
As pessoas infelizes, a natureza destruída, a tecnologia com vida
De uma humanidade feita por robôs.
 
Assista às chuvas passageiras, se afogue na indecisão interna,
Navegue pelo oceano sem cor, acorde na cama e conclua:
‘’Vivo em um mundo cheio de dor!’’        
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui