Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (202)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2496)  
  Resenhas (129)  

 
 
O RETORNO DE SORAIA
José Sodré de...
R$ 52,30
(A Vista)



Vim te contar vinte...
Airo Zamoner
R$ 39,70
(A Vista)






   > ABRA SEUS OLHOS



Sidney de Freitas Barroso
      POESIAS

ABRA SEUS OLHOS

  Mas que raio de democracia é essa
Que eles dizem ter em nosso planeta?
Sou obrigado a pagar por tudo;
Somos sugados por picaretas.

O ser humano se tornou um robô,
Frio, mecânico e sem sentimentos:
Vive apenas de falsa aparência,
Está esquecendo-se de olhar para dentro.

São milhões de dinheiro e impostos
que pagamos todos os anos,
Enquanto isso muitos morrem de fome
E o poder vai para as mãos de profanos.

São juízes e delegados,
Autoridades em geral
Que se vendem e se prostituem,

Que causam dor e fazem mal.

Do outro lado nos vendemos,
Damos de graça o alvará
Para que eles tenham o poder
E possam nos escravizar!


E alguns religiosos
Exploram a fé de seus fiéis:
Trocam dinheiro por falsa fé,
Andam de carro e caros anéis.

E você, meu caro amigo:
Abra seus olhos e saia dessa!
Se livre dessa escravidão,
Não acredite em promessas.

Está na hora de você
Se livrar dessa exploração.
Vote conscientemente
Em quem tenha bom coração.

Não importa se ele é rico,
Bonito ou inteligente,
O que vale é o caráter
E a dignidade, minha gente!

O país é meu e seu,
É de todo brasileiro.
Não é justo você se matar
Enquanto roubam seu dinheiro.

Consciência e responsabilidade:
Devem ser o nosso tema.
Um país de boa gente,
Eis aí o nosso lema!



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui