Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
Vida em Palavras
Gilmar Camilo Pereira
R$ 53,40
(A Vista)



A dor de Deus Pai
Miguel da Silva
R$ 33,30
(A Vista)
INDISPONÍVEL




   > Gol de placa.



Roberto Villani
      CONTOS

Gol de placa.

                 Ronaldo, com camiseta azul, acomodado no sofá da sala, assistia ao jogo de futebol entre Azulões e Rubros. Campeonato estadual, disputa do título. Cervejas, guaraná  e batatinhas dispostas na mesa de centro.
                Juquinha, o filho de Ronaldo, 12 anos, fazia embaixada sobre o tapete da sala.              
              - Você ainda  vai fazer estragos com essa bola. – advertiu Ronaldo.
                O menino não lhe deu ouvidos. E num lance maravilhoso, chutou a bola de encontro a televisão. A bola atravessou a tela, voou sobre o campo e entrou no gol dos Rubros. O juiz apitou e indicou o centro do campo. E os Azulões venceram o torneio.
                - Pai, o juiz não viu que a minha bola é de borracha...
                - Vencemos, é o que importa.
- E eu perdi minha bola para sempre. – comentou triste.
                - Amanhã  te compro outra.



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui