Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
Natureza-01-156
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Objetos-03-133
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > Um Rei



Valentino Cabresto
      CONTOS

Um Rei

Um Rei havia sobrevivido a um naufrágio, acolhido pela maré, levado ficou em uma ilhota, com fome, muita sede, morrendo de calor, ele lançou o seu dinheiro aos céus, na tentativa de comprar o sol para que voltasse outra hora; ordenou as nuvens para que viesse a chover, fitando no solo a esperança de um coqueiro rápido; fincou algumas moedas na areia também...
                            
                                                
Talvez, foi quando no final do terceiro dia, o desespero cedeu lugar à conformidade, então, o Rei de tanto esperar, não pensou duas vezes e comeu os seus trocados... Em paralelo a este fato, um grupo de marinheiros que por ali navegavam; o avistaram naquela terrível situação!



Resgatado... Assim que subia no barco, pelo comandante o Rei logo foi indagado: "O porquê de não ter havido pescado os peixes daquele mar?"- Mas o Rei não sabia! - Disse: que ao menos encontrara um vendedor... Disse: que ao menos encontrara uma sessão de congelados.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui