Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (643)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
Ruínas-01-110
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Passagens-01-007
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > RESUMO



Regina Celia da Silva Duarte
      POESIAS

RESUMO

RESUMO

Receio que o meu tempo futuro
Reserve-me o direito de esquecer
E por isso guardo aqui a minha marca
Só as palavras não morrem
 
E na imortalidade que hoje vivo
Eu comemoro aqui, agora...
Coisa de poeta
Que carrega na alma
A vontade de lembrar ameaçada
Pela esquisitice do esquecer
 
E enquanto faço poesia
Eu agradeço à Fábrica pelas lembranças
Por não haver cárceres para as almas
 
E se um dia roubarem-me a memória
Mesmo assim continuarei vivendo
Para o poeta o silêncio fala.




CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui