Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
O HOMEM RELIGIOSO
Luis Carlos Lemos da...
R$ 28,00
(A Vista)



Ruínas-02-116
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > RESUMO



Regina Celia da Silva Duarte
      POESIAS

RESUMO

RESUMO

Receio que o meu tempo futuro
Reserve-me o direito de esquecer
E por isso guardo aqui a minha marca
Só as palavras não morrem
 
E na imortalidade que hoje vivo
Eu comemoro aqui, agora...
Coisa de poeta
Que carrega na alma
A vontade de lembrar ameaçada
Pela esquisitice do esquecer
 
E enquanto faço poesia
Eu agradeço à Fábrica pelas lembranças
Por não haver cárceres para as almas
 
E se um dia roubarem-me a memória
Mesmo assim continuarei vivendo
Para o poeta o silêncio fala.




CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui