Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
Cidades-03-220
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



A cerca do João...
Airo Zamoner
R$ 10,80
(A Vista)






   > As vezes meu silencio



Carlos Galdino
      POESIAS

As vezes meu silencio

 
As vezes meu silencio, sou só eu em meu quarto
Comigo mesmo e só,
As vezes meu silencio é uma corda
As vezes meu silencio é um nó
As vezes meu silencio me acorda
As vezes meu silencio me acode
As vezes meu silencio me sacode
As vazes meu silencio é pior...
As vezes meu silencio é uma carta
As vezes meu silencio é um livro
As vezes meu silencio é um olhar
As vezes meu silencio é um aviso
As vezes meu silencio é só palavra
As vezes meu silencio é um prédio
As vezes meu silencio é uma bomba
As vezes meu silencio é só tédio
As vezes meu silencio é um leão,uma cobra
As vezes meu silencio é uma formiga
Uma amizade comigo
Uma intriga
Um trago
Um treco
Uma transa
Um transito
Um ego
As vezes meu silencio é tudo isso
As vezes meu silencio é nada disso
As vezes meu silencio é explosão.
Carlos Galdino


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui