Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (642)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
Hora-atividade
Maristela Zamoner
R$ 21,10
(A Vista)



Depressão na...
Josiane Rosa Campos
R$ 31,70
(A Vista)






   > Um passo à frente



Eduardo Rosmann Volpato
      PENSAMENTOS

Um passo à frente

Procrastinar , esperar ser mandado por alguém, reclamar do chefe, do governo e de quem quer que seja, procurar os erros nos outros ao invés de procurá-los dentro de nós mesmos, me parece que essa é a tônica da sociedade Brasileira...

Vejo diariamente muita gente acreditar que o sucesso ou fracasso depende do outro, ou que depende de algo intangível como sorte ou azar. Sem falar naqueles que justificam suas derrotas com motivos sobrenaturais...

A Falta de iniciativa e a preguiça tem acabado com nosso País ! Me parece que as pessoas estão dormentes, como zumbis, que não sabem aonde estão e muito menos para onde querem ir, não traçam metas e objetivos, vão vivendo assim por viver...

Seria tão simples se observassem a natureza. Como pode-se colher sem plantar ? Como vou estar magro amanhã sem parar de comer hoje? Como vou ir bem em uma prova sem estudar ? Como posso exigir respeito sem respeitar ?

Pensar é bem diferente de deixar a mente agindo por si só, divagando para lá e para cá, remoendo as coisas do passado, cuja as quais não podemos mudar porque simplesmente já passaram. 

Pensar é traçar metas objetivas e claras, é saber aonde estamos e aonde queremos chegar, é visualizar realizações, é saber que para o futuro ser melhor preciso agir agora !

O presente é tudo que temos. A única forma de concluir uma obra é colocar hoje os tijolos destinados ao hoje. E se também conseguirmos colocar hoje os tijolos destinados para o amanhã ?

Bem... Daí já estaremos um passo à frente !



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui