Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
Conquistas,apenas uma...
Itiel Monteiro de...
R$ 26,80
(A Vista)



Os segredos de Lauriana
Airo Zamoner
R$ 25,50
(A Vista)






   > Raro amuleto (letra de musica do autor - R)



José Nunes
      POESIAS

Raro amuleto (letra de musica do autor - R)

Raro Amuleto - José Nunes

Finge que eu sou,
Raro amuleto.
Camisa do Botafogo em vermelho e preto
Finge que eu sou,
Precioso de mais.
Uma flor das montanhas nascidas no caís

Por mais que eu procure eu não vejo,
Nos teus olhos, o amor que eu queria.
O teu abraço gélido,
É como um balde de água fria
A tirar do poeta, o traço da poesia. 
Queria tudo como antes,
Quando tu fingias

Finge que eu sou
Um ser vindo do espaço
Entre mortais inimigos, um caloroso abraço
Um poema de Renoar,
Um mendingo cheio de grana
A torre Eifel em copacabana

Finge que eu sou
Água nascida da pedra
Que como a própria vida, o viajante do deserto carrega.
Que sou uma rosa negra
Encontrada num trem de metrô
Finge que eu sou teu grande amor.

 

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui