Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (642)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
O testamento vital no...
Isabela Maria Marques...
R$ 30,80
(A Vista)



SÓCRATES: o filósofo...
Kairon Pereira de...
R$ 26,80
(A Vista)






   > Melancolia



Abraão Leite Sampaio.
      POESIAS

Melancolia

Melancolia

 

Vá... distancie-se de mim
Este abstrato quer me sugar...
Caminhe... 
busque outro corpo para se alojar.

Comigo não terás colo, 
meu mundo é dos sonhos.
Tenho constante companhia, 
em piscar de olhos entro em fantasia.

Não há lugar... tampouco sintonia 
A este “malévolo” substantivo
 em uma mente que cria.

Não entra em concordância
Com o entrelace das palavras 
É um inibidor de ação
Empurra corpo e alma à prostração.

Para esquivar-me desta apatia  
Recosto-me... recreando-me
 em minha amada poesia 

Nela... 
busco traços que me trazem positiva lembrança
Nino os versos... 
que me cobrem de esperança.

À tristeza... tenho o contraveneno
 Viajo em versos
Indo a todos os cantos do universo.
     
                              Abraão Leite Sampaio



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui