Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (651)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (640)  
  Poesias (2501)  
  Resenhas (129)  

 
 
Biologia Ambiental
Maristela Zamoner
R$ 97,80
(A Vista)



Na Mesma Moeda
Livino Virginio...
R$ 49,60
(A Vista)






   > POEMA DA SAUDADE OUTONAL



beneditocglima
      POESIAS

POEMA DA SAUDADE OUTONAL

Basta chegar oOutono
Que as folhas amarelas do existir começam a cair
Nas  calçadas da Vida
E eu ébrio,sufocado pela  lembrança de outrora
Saio catando as lembranças
Nas gavetas da ilusão
E a noite pra mim
É um martirio
Meu delírio eterno
Que se faz do tom um inferno
Grito desesperado
Pois o meu maior pecado
Foi amar quem não me amou
E o rersultado é este sofrimento
Quando chega o outono
E eu tal cão sem dono
Volto ao Banco da `racinha da Avenida.
R a minha despedida se constrói
No negro espaço de mil abraços
Sob a luz do luar
Ou até mesmo no escuro
Ou nas sombras daPalmeiras Imperiais.
Meus sonhos de jovem
Hoje são desenhos de um passado
Que se foi.



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui