Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (643)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
R$ 27,60
(A Vista)



Veículos-02-201
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > Embalo Sono e Sonho



Liduina de Sousa
      POESIAS

Embalo Sono e Sonho

SONETO

EMBALO SONO E SONHO

 

Tu, ó anjo, que trafegas no infinito
Profundo e abrasado de amor
Alardeias, em silêncio, minha dor
E carregas para longe esse meu grito!

 

Nos meus sonos duradouros e profundos
Embalo o sono e sonho em calmaria
Quando acordo em palpitar de agonia
Cruzo o manto entre as horas e segundos

 

Ouço, sinto, vejo e falo em taciturno
Onde as luzes se apagam no noturno
E me deixam, de consolo, a lembrança!

 

Tenra, lanço outra vez no infinito
Meu apelo saltitante e um pouco aflito
Pra que venha ressurgir minha esperança!

 (Liduina de Sousa)



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui