Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2527)  
  Resenhas (129)  

 
 
R$ 25,00
(A Vista)



Arquitetura-02-407
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > SONETO DE UM SUICIDA



Jose Airton Memoria da Silva
      POESIAS

SONETO DE UM SUICIDA




Sei que não suportam minha presença
É  como  se  ela  em  si  fosse  ofensa
Eu percebo  que  não gostam de mim
Na  vida  só  melancolia  sem  fim
 
Incomoda-me   tanta   indiferença
Numa sensação de tristeza imensa
Não queria mesmo me sentir assim
Como  terreno  fértil  sem  jardim
 
Deletei-me no aconchego da morte
Em   atitude   drástica   decerto
Por  acreditar que  nunca  fui  forte
 
E como  precisei  de  alguém  por perto!
Que  mudasse  o  rumo da minha  sorte
Antes  do descanso num caixão  aberto



                                 (Airton Memória)



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui