Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2527)  
  Resenhas (129)  

 
 
Paisagens-03-054
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Estátuas-02-161
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > SONETO PÓSTUMO



Jose Airton Memoria da Silva
      POESIAS

SONETO PÓSTUMO


O  destino  me  mostra  de  repente

Que a vida já não tem o mesmo encanto
Nesta  dor  a  dilacerar   a   gente
Em que o sorriso deu lugar ao pranto

Só quem perdeu sabe o que a alma sente 
Ao sucumbir em algo que dói tanto
Ante a saudade que se fez ardente
Numa queda que não sei se levanto

Ó meu Deus! Como pôde ser capaz?
De tão cedo levá-lo ao  Céu  num ai
Se  sabes  a  falta  que  ele  me  faz

Na  minha   triste   lágrima  que  cai
Em  face da dura  campa  onde  jaz 
A quem com orgulho chamei de pai

                             
                              (Airton Memória)


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui