Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
45 dias e noites
Nadia Rockenback
R$ 30,00
(A Vista)



Vim te contar vinte...
Airo Zamoner
R$ 39,70
(A Vista)






   > Divulgação científica Conceitos e premissas da Educação Ambiental e a pertinência de seu trabalho pela dança de salão



Maristela Zamoner
      ARTIGOS

Divulgação científica

Conceitos e premissas da Educação Ambiental e a pertinência de seu trabalho pela dança de salão


Fundamentação documental

A Lei No 9.795, de 27 de abril de 1999, que dispõe sobre a Educação Ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências:

“Art. 1o Entendem-se por educação ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade.”

Hoje, a Educação Ambiental já foi configurada, inclusive, como Tema Transversal nos Parâmetros Curriculares Nacionais. Isto significa que deve ser trabalhada em todas as disciplinas da Educação Básica. Dentre as razões responsáveis por esta inclusão obrigatória, está a formação para a cidadania e a emergência do tema. Entende-se que a função de ser educador e trabalhar com o ensino implica na responsabilidade de formação para a cidadania. Por isto, hoje, a educação ambiental no Brasil, deve permear toda e qualquer forma de educação, idéia que vem expressa na citada lei. 

“Art. 2o A educação ambiental é um componente essencial e permanente da educação nacional, devendo estar presente, de forma articulada, em todos os níveis e modalidades do processo educativo, em caráter formal e não-formal.”

Premissas

Em muitos aspectos se verifica a necessidade da realização de estratégias de Educação Ambiental.

Vários dos problemas ambientais se devem justamente à falta de sensibilização das populações.

É importante lembrar que a área da Educação Ambiental é parte da Educação como um todo. Logo, qualquer atividade de Educação Ambiental deve ser planejada e executada por pedagogos ou licenciados. Dependendo da situação, pode ser supervisionada por estes profissionais. Os projetos desenvolvidos sem este cuidado, além de implicar em condições éticas desfavoráveis, correm o risco de incorrer em falhas ou ainda, não atingir os objetivos.

A Educação Ambiental é uma área muito importante para qualquer trabalho direcionado ao desenvolvimento sustentável, por isto, é indispensável que seja feita por profissionais especializados e de maneira profundamente responsável.

A Educação Ambiental nasce de uma percepção emergente do mundo: uma forma de entender a realidade e agir sobre ela. É revestida por uma abrangência política que prepara os cidadãos para a busca por justiça social, para o comportamento ético com os outros e com a natureza. Não podemos negar que estas idéias se aproximam dos objetivos dos educadores como um todo, o que inclue os professores de dança de salão. Inclusive, de maneira mais específica, alguns autores sustentam que a dança se manifesta por meio dos movimentos que imitam a natureza. A dança, sem dúvida, é estímulo para expressão de idéias, sentimentos e valores.

Embora já exista o entendimento da natureza interdisciplinar da Educação Ambiental, ainda há quem a considere exclusivamente pertinente à aulas de Ciências e Biologia, como a dança de salão é pertinente apenas à transmissão de técnicas para a execução de passos coreográficos.

Uma vez que o professor é participante de todos os processos humanos, seu preparo é decisivo para a compreensão e prática interdisciplinares.

A relação que se pode perceber entre a Educação Ambiental e a Dança de Salão pode ser lida nas entrelinhas de autores que abordam o papel da sensibilidade humana, dos talentos, da arte e por conseqüência, da arte-educação.

A Educação Ambiental é um processo que extrapola o aprender do indivíduo e o faz apropriar-se da própria vida, assumindo o protagonismo social, mobilizando sua sensibilidade e estendendo seus talentos ao coletivo. Através desta sensibilização, o educando é motivado a ter uma compreensão mais humanizada da realidade, reintegrando-se consigo mesmo e com a natureza.

A arte-educação permite a reflexão sobre a realidade do cotidiano, que proporciona a manifestação expressiva da sensibilidade. A alegria de viver vem do sentido estético e artístico. Portanto, o elemento rítmico, a cadência, a melodia são elementos extremamente importantes para a aprendizagem. As danças circulares sagradas sempre foram usadas, desde os primórdios da civilização, para levar o ser humano a conectar-se com sua natureza interior mais profunda e, através dela, integrar-se à totalidade do Universo. É neste contexto que a dança de salão encontra terreno fértil para permear a Educação Ambiental.

A dança de salão é uma área do conhecimento que se transmite, é parte do contexto educacional de quem a pratica, seja em uma sala de aula, seja em uma apresentação. É, portanto, favorável para o desenvolvimento de ações de Educação Ambiental. Para tanto, é preciso que o professor tenha conhecimentos das áreas: educacional, técnica e ambiental. 

Texto baseado no livro “Educação ambiental na dança de salão”.

______________________
Maristela Zamoner– mestre em Ciências Biológicas (UFPR), especialista em educação (IBPEX), licenciada em Ciências Biológicas (UFPR), bióloga atuante na Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba, docente em cursos de graduação e pós-graduação, professora de dança de salão há mais de uma década – publicou mais de 40 trabalhos científicos, muitos na área de dança de salão, autora de 8 livros, dentre eles: "Dança de Salão: a caminho da licenciatura" (2005); “Educação Ambiental na Dança de Salão” (2007) e “Sexo e Dança de Salão” (2007). Os livros podem ser adquiridos pelo site da editora: www.protexto.com.br. 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui