Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
O pássaro Refletól
Lucas Borba
R$ 38,50
(A Vista)



Ruínas-01-110
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > Porque resolvi escrever um livro



Roberto de Souza
      ARTIGOS

Porque resolvi escrever um livro

Uma parábola árabe diz que se duas pessoas se encontrarem carregando um pão e conversarem por algum tempo, na despedida, cada uma levará um pão. Mas se carregarem uma idéia, sairão pelo menos com duas ou mais idéias. Trocar idéias – este foi o desejo de escrever meu livro. Através de embasamento científico, com pesquisa aprofundada do assunto, observando a realidade dos benefícios do humor em nossas vidas, resolvi dividir minhas idéias com os leitores. Tenho recebido retorno e mais idéias estão surgindo.
Minha intenção foi de demonstrar como é bom ter um humor saudável. Muitos livros foram escritos tratando do assunto. Artigos de revistas trabalharam exaustivamente o benefício do bom humor, mais do que o prejuízo que o mau-humor causa.
Por isso, reflita no seguinte: quando estamos mal-humorados, além de perdermos o abraço das pessoas, a atenção e outras coisas boas, nosso corpo padece. Nosso coração fica mais pesado, trabalhando como se fosse um carro sem lubrificação. Vai perdendo as forças até atingir um ponto crítico, que pode ser uma parada cardíaca, um infarto, um AVC ou PVC – Porcaria da Velhice Chegando. No próximo artigo darei mais detalhes.
Por outro lado, se formos sorridentes e alegres só vamos ganhar. Recentemente no meu blog, fizemos uma pesquisa com a pergunta: Você gosta de trabalhar num ambiente bem humorado? Analisemos as respostas dadas:
- Não gosto – nenhum voto.
Isso foi bom porque mostra que as pessoas valorizam o bom humor.
- Gosto, mas tenho medo do excesso – um voto.
Entendo a preocupação do colega votante, até porque não podemos misturar amizade com libertinagem. Existem pessoas que não sabem fazer humor mas insistem mesmo assim. Chaaataaaas! Às vezes, conto piadas e as pessoas não riem, sinalizando ser uma piada de mau gosto, ou sem graça. Por isso, pense bem antes de contar uma piada.
- Gosto e acho um tema interessante – dois votos.
Legal! Amei estes dois votos. Significa que mais pessoas estão se interessando pelo assunto. Para eles digo: não deixe o sonho acabar, muito menos o humor. Parafraseando um livro: Nunca desista do seu humor!
- Sou fã do humor no trabalho – três votos.
Excelente! Já vi que tenho seguidores e isso me deixa mais confiante e feliz, com ânimo para continuar meu trabalho.
Por isso, sem querer ser oportunista (mas sendo), incentivo meus visitantes a lerem meu livro “Tempere seu humor – Tenha um dia alegre e motivado”. Ele fala sobre vivermos num mundo moderno e as pessoas não são felizes. Por quê? Quais os malefícios da tristeza, os benefícios da alegria, como ser feliz no cotidiano? Apresentei quinze sugestões para você ter sempre um bom humor. Termino relatando exemplos de empresas que implantaram o bom humor e contempladas com melhorias acentuadas.
No próximo artigo vou falar sobre os malefícios da tristeza!

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui