Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
A VINGANÇA DO ANJO
Luc Ramos
R$ 32,10
(A Vista)



Abstrato-03-772
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > Magia das flores



Oscar Bergstron
      RESENHAS

Magia das flores

Depois de terminar o recital uma luz brilhou de dentro da árvore, as flores se abriram e um perfume suave e doce espalhou-se pelo vale, em meio às flores apareceu Monic, flutuando e sorrindo, parecia mais um anjo, vestia-se com um vestido branco e liso, estava mais linda do que nunca e parecia feliz, atrás dela dava pra perceber a silhueta de Assaulaquem e Helena que se abraçavam, sua soou suave e doce:_ Meu amado Charle, seu esforço para ver-me novamente provou-me o tamanho do amor que tens por mim._Meu amor por ti nunca acabaras! _Disse Charle enxugando as lágrimas que escorriam pelo rosto._Mas, nosso amor agora és impossível._Nem que o céu queime e  a terra me absorva. Nem que as águas me tomem  ou mesmo o animal me destroce, algum dia, em algum lugar  eu te encontrarei. E nós três, eu, você e nosso amor serão perpétuos para que todas as gerações do mundo vejam que não há fronteiras quando se ama._Desse dia em diante toda vez que estiveres desesperado, procures acalmar seu coração vindo aqui e  chamando-me._Até o final de meus dias, prometo que sempre virei vê-la, e quando a vida quiser separar-se de meu corpo viveremos nossa história de amor. Então a imagem de Monic foi desaparecendo lentamente até sumir, Assaulaquem e Helena também foram desaparecendo lentamente olhando nos olhos de Charle. Tudo voltou ao normal,  olhou pra trás e somente viu o lobo que o protegeu, que estava sentado olhando pra a árvore  e também chorando,  recolheu suas coisas e se  pôs a caminho do carro acompanhado pelo lobo, entrou no carro, colocou suas coisas no banco de trás, esticou-se para abrir a porta do passageiro e assoviou para o lobo que veio ao seu encontro, e o convidou:_Entre! Dou-te uma carona.O lobo olhou para os lados, deu meia volta e entrou no vale, Charle fechou a porta e voltou para a loja, rindo de felicidade por todo o caminho.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui