Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (642)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
Passagens-03-114
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



O quintal
Airo Zamoner
R$ 17,40
(A Vista)






   > A REVISTA “ANTO” NO BRASIL



Aricy Curvello
      RESENHAS

A REVISTA “ANTO” NO BRASIL

Fábio Lucas é considerado, ao lado de Antônio Cândido e de Wilson Martins, um dos maiores críticos literários brasileiros. Membro de duas importantes Academias Literárias ( a Paulista e a Mineira), ex-diretor do Instituto Nacional do Livro, ex-presidente da União Brasileira de Escritores/ Seção de São Paulo (que dirigiu em dois diferentes períodos), é autor de vasta e conceituada obra.
Em 1998 esse brasileiro ilustre tomou parte do júri do Prêmio Camões. Em Lisboa foi procurado por António José Queirós, que então projetava para uma revista portuguesa de cultura um número 3 a ser inteiramente dedicado ao Brasil. Interessava a Queirós a intercessão de Fábio Lucas junto a escritores brasileiros, particularmente os poetas de maior destaque, com o objetivo de cederem textos e poemas para aquela edição da revista.
Dessa forma, por meio de padrinho tão destacado, tomamos no Brasil conhecimento da revista “Anto”. E, quando nos chegou às mãos, o periódico superou nossas expectativas, porque muito bem editado. Entre outras matérias de relevo assinadas por nomes de destaque em Portugal e no Brasil, o nº 3 trazia 45 poetas brasileiros contemporâneos, entre os quais muitos de nossos maiores líricos, praticamente quase a seleção “canarinho” de nossa poesia em que tive a honra de figurar.
À exceção de “Colóquio Letras”, desconheço outra revista cultural portuguesa que tanto tenha repercutido no Brasil nos últimos dez anos do século XX . Devido às dimensões continentais de nosso país, é quase impossível concatenar tudo o que se publicou a respeito de “Anto” no Brasil. Abaixo estão relacionados os textos, artigos, resenhas, notas, etc. que consegui reunir, e cujos originais foram remetidos ao editor e historiador António José Queirós. A relação é analítica. Os verbetes estão organizados, primeiramente, em ordem alfabética, com entrada pelo sobrenome do Autor e, secundariamente, em ordem cronológica.

001.BRANCO, Joaquim. Revista portuguesa. Panorama, ( Coluna ) Literatura n.34, Cataguases (MG), 18 jun. 2000, p. 2.
Semanário, de circulação regional na Zona da Mata, de Minas Gerais. A cidade de Cataguases teve importante papel na história do Modernismo, com o seu grupo de poetas da revista Verde, bem como na história do nosso cinema.

002.CURVELLO, Aricy . Anto: A Revista Literária de Portugal . Poiésis , Literatura, Pensamento & Arte ( * Tablóide mensal ) n. 63 ano VI . Petrópolis (RJ), set . 1998 .
Petrópolis é a principal cidade serrana do Estado do Rio de Janeiro. E´ a cidade que guarda a memória da monarquia e do Império do Brasil. Em sua Catedral repousam os restos mortais do último Imperador e sua Imperatriz. Seu antigo Palácio de Verão é hoje Museu Nacional. A Família Imperial, descendente dos Braganças, reside em Petrópolis.

003.Id. Correio do Sul . (* Diário .) Varginha (MG), 1º out. 1998 .
Este diário circula em mais de vinte cidades do sul do Estado de Minas, área muito rica. A cidade de Varginha é a maior produtora de café no país.

004.Ib. Pouso Alegre . ( * Diário .) Pouso Alegre (MG), 1º out. 1998 .

005.Diário do Nordeste, Cad. Cultural. (*Grande diário) Fortaleza (CE) 18 out. 1998, p.4.
Um dos principais diários do nordeste do Brasil.

006 . A Voz do Vale .(* Semanário .) Gaspar / Blumenau (SC) , 04-10 nov. 1998 , p. 16 .
Jornal do Vale do rio Itajaí, zona típica de colonização alemã no sul, no Estado de Santa Catarina, onde também se fazia sentir no início do século XX a presença de descendentes de açorianos.

007.Literatura – Revista do Escritor Brasileiro (*semestral) n.15 ano VII, Brasília (DF), dez. 1998 .
Uma das mais importantes revistas literárias brasileiras. E´ editada na capital do país.

008.O Escritor – Jornal da União Brasileira de Escritores ( *Um Grande tablóide trimestral) n. 86, São Paulo, jan. 1999, p. 14 .
Jornal literário de importância. A UBE , de São Paulo, é a entidade brasileira que congrega o maior número de escritores em todo o país.

009.Diário do Povo. (* Diário .) Teresina (PI), 7 jan. 1999 .

010.Poesia etc. ( Jornal de poesia , editado por jovens poetas da Cidade ) n.6 ano II , Rio de Janeiro (RJ) , mar . 1999 , p. 4 .

011.A Figueira – Verso e Prosa ( revista mensal de poesia ) n. 74 ano IX, Florianópolis (SC) , mar. 1.999, pp. 2-4 .

012.Bisbilhotecando – SESC Guarabira n.1 , Guarabira (PB), mar.-abr. 1999, pp. 2-3 .

013.Jornal do Brejo . (* Tablóide semanal) . (I), ano V n.59 , Guarabira (PB), 14 a 21 mai. 1999, p. 4 .

014.Id . ( II ), ano V n . 60, id ., 21 a 28 mai. 1999 , p. 6 .

015.Diário da Manhã . (* Diário.) . DM Revista, Goiânia (GO), 14 jun. 1999, p.4 .

016.Jornal da Cidade . (*Jornal diário) . Poços de Caldas (MG), 15 jul. 1999, p.4 .

Poços de Caldas, nas montanhas de Minas Gerais, é a principal estância balneária da América do Sul.

017.Correio das Artes n. 423 . (Supl . Cultural do jornal diário A União . João Pessoa (PB) , ago . 1999 , p. 15 .
Correio das Artes é o mais antigo suplemento literário brasileiro.Fundado em 27 de março de 1949 , circula ininterruptamente há mais de 50 anos , no maior diário da Paraíba, A União, propriedade do Governo do Estado . Os maiores nomes da literatura brasileira no período já publicaram e publicam trabalhos nesse suplemento . Atualmente , sua periodicidade é mensal.

018.Garatuja n. 63, Bento Gonçalves (RS), fev. 2000, p. 7.
Bento Gonçalves e Caxias, ambas vizinhas, no extremo sul, são as duas mais
importantes cidades vinícolas do Brasil. Estão situadas na região serrana gaúcha, onde neva no inverno. Região típica de colonização italiana.

019.Anto- A Revista Portuguesa. O Capital – Jornal de Resistência ao Ordinário n . 72 ano IX , Aracaju ( SE), jul. 1999, p. 10.

020. Parte de carta endereçada a Ilma Fontes, publicada no tablóide mensal O Capital-Jornal de Resistência ao Ordinário, n. 65 ano VIII, Aracaju (SE), nov. 1998, p. 4.

021.Parte de outra carta, id. , id. , n. 78 ano IX, id., fev. 2000, p. 9.

022.Anto – Revista literária portuguesa seleciona representante de Sergipe. Ib., n. 85 ano X, ib., set. 2000, p. 7.

023.FONTES , Ilma . (Nina Pascovida). O Capital – Jornal de Resistência ao Ordinário n. 71 ano IX , Aracaju ( SE) , jun.1999, p. 11.

024.Rede Alternativa de Poesia. (Publicado o poema “Zeugma”,de Aricy Curvello, com a indicação de ter sido transcrito da Revista Anto n. 3). Id. n. 85 ano X, id., set. 2000, p. 12.

025.MAESTRO, Humberto Del . Literatura & Arte n.354, Serra (ES),nov.1998.

Página literária remetida por via postal a escritores e artistas.E´reproduzida no diário da cidade de Cariacica (ES), Correio Popular. O poeta Del Maestro, seu editor
pertence à Academia Espirito-Santense de Letras,a mais alta casa de escritores de seu Estado, e ao Instituto Histórico e Geográfico local.

026.MALARD , Letícia . Duas Antologias – Encontros Marcados. (Caderno) Pensar, Estado de Minas. ( *Grande diário.) Belo Horizonte (MG), 7 nov.1998,p.4.
Belo Horizonte é a terceira maior cidade do Brasil e seu diário mais importante e´ o Estado de Minas , também o maior do Estado e um dos maiores do país. A escritora Letícia Malard é também professora na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais.

027.Anto:Revista Semestral de Cultura nº 6. Literatura-Revista do Escritor Brasileiro n. 18 ano IX, Brasília (DF), jun. 2000, pp. 60-61.

028.MOURA, Francisco Miguel de . Anto(logia) – Portugal e Brasil . Diário do Povo (* Diário) . Teresina (PI), 22 mai . 1999, p. 2.
Poeta e professor universitário, Francisco M. de Moura é membro da Academia Piauiense de Letras.

029.SANTANA, Erorci. A Difusão da Literatura Brasileira Contemporânea. O Escritor –Jornal da União Brasileira de Escritores n. 92/93,S. Paulo, set. 2000, pp. 12-16.

030.TUFIC, Jorge. Anto, a Revista Global. (Cad.) Cultura. Diário do Nordeste, Fortaleza, 16 abr. 2000, p. 4.

031. Id. id. Literatura – Revista do Escritor Brasileiro n.18 ano IX, Brasília (DF), jun. 2000, pp. 62-63.

Também, ainda há textos a serem editados, como é o caso da revista Blocos n. 33, do Rio de Janeiro, ainda não lançada.
À relação acima falta acrescentar o opúsculo n. 22 da Coleção Mapa, com o título de “Anto: revista portuguesa de poesia”,da autoria de quem vos escreve este artigo. O opúsculo veio a lume pouco antes do apagar das luzes do século XX . A referida Coleção é editada pela entidade que leva o nome de Museu/Arquivo da Poesia Manuscrita, com sede na bela cidade de Florianópolis, capital do Estado de Santa Catarina, no sul brasileiro.
Maior tempo de circulação fosse permitido a “Anto”, com toda certeza o volume de publicações à esteira de sua passagem seria maciçamente muito maior, pois já se tornava familiar a grande parte dos escritores brasileiros.
A revista foi muito bem recebida no Brasil. Despertou simpatias em todos os que puderam ter em mãos um de seus exemplares. Foi elogiada pela sua boa edição, pelos grafismos interessantes de sua capa, pelo seu conteúdo, por seus objetivos.
Nenhum registro negativo. Pelo contrário, houve sim lamentos de pesar e contrariedade, quando se divulgou a notícia de que o projeto da revista compreendia apenas sete edições, encerrando-se com o número inteiramente dedicado a lembrar o primeiro centenário do falecimento do poeta do “Só”.
Os brasileiros tão cedo não haverão de esquecer a revista portuguesa “Anto”. E não foram poucos os que se dispuseram a procurar e ler os poemas de seu patrono, António Nobre.


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui