Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2526)  
  Resenhas (129)  

 
 
Elixir do amor - A cura...
Michele Stringhini
R$ 34,90
(A Vista)



Veículos-03-202
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > O SABER ENOBRECE



Marilena Orsoni
      CRôNICAS

O SABER ENOBRECE

Assim como escreveu, um dia,  Rubem Braga, eu também escrevo de palpite, de inspiração, como muitas outras pessoas que tocam seus instrumentos de ouvido;  não  sei o vocábulo de escardinchar; o feminino de cupim; o antônimo de póstum, e muito menos  como é chamado  o natural do Cairo.

Agora, eu pergunto:  Para quê saber essas coisas? O que isso poderá acrescentar de bom para o meu dia- a-dia ? Preciso saber essas coisas para ousar chegar à Presidência do meu  País? O Lula nos provou o contrário e chegou lá, facinho, facinho, firme e forte?

Concordo que, para certas coisas, esses tipos de vernáculos, vocábulos tem pouca serventia, mas, por outro lado, serve  para  aguçar a curiosidade e  o entendimento do cidadão comum, motivando-o a pesquisar mais sobre um leque de outros  assuntos, que outrora não eram tão divulgados, porém, hoje, desfrutam do salutar hábito da  pesquisa voluntária, e muitos chegaram até os bancos das Universidades.

 A multiplicação das Bibliotecas Públicas, têm assegurado o acesso à leitura e a todos os tipos de informações. Outra que tem contribuido para a melhora do conhecimento de inúmeros assuntos  é a Internet, uma das maiores aliadas da informação rápida e instantânea. É o mundo digital  ao alcance de todos aqueles que se alegram com o saber, até as pessoas com deficiência visual são favorecidas por ela. Toda e qualquer informação na ponta do dedo. E num piscar de olhos, lá está ela,  a informação: atualizada; decifrada, em todos os idiomas e em todas as versões.

Não devemos usar  nosso tempo com coisas fúteis. O tempo tem pressa,  a palavra é viva, e se modifica a todo instante.Fim.

Escardinchar: responder em tom de provocação, ou então para acabar com a pessoa de modo a “não sair do salto”, acabando moralmente ou psicologicamente com a pessoa através do uso da ignorância dela contra ela mesma, usando as palavras vindas dela, em seu ataque.



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui