Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (653)  
  Contos (939)  
  Crônicas (730)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (204)  
  Pensamentos (643)  
  Poesias (2504)  
  Resenhas (129)  

 
 
Sobrevivendo da...
Marilia Zamoner
R$ 66,90
(A Vista)



Arquitetura-02-407
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > Historia Infantil : O segredo de Izadora



Aaron kamo
      INFANTIL

Historia Infantil : O segredo de Izadora

  História Infantil: O segredo de Izadora (Vencedora) Izadora era uma menina rica, muito rica e bem nascida. tinha de tudo do bom e do melhor roupas, as melhores amigas(os), os melhores brinquedos, os melhores alimentos e muitos empregados na sua casa para servi-la o tempo todo...Izadora tinha um peixe que considerava seu melhor amigo(a) e deu o nome ao peixe de Vitório ela ficava muito tempo em seu quarto brincando com sua coleção de bonecas, seus brinquedos, seus livros de histórias infantis...Izadora adorava falar com seu peixe, já que falava com ele sempre, pois seus amigos da escola estavam sempre ocupados fazendo cursos extracurriculares para serem bem colocados profissionalmente no futuro...Izadora ficava ouvindo os colegas da sua escola dizer que seus pais queriam que um fosse médico, outro professor, outro veterinário, mas quando a professora muito querida perguntava a Izadora o que ela queria ser, ela somente olhava para o chão baixava a cabeça e nada respondia e sentia vontade de chorar A professora Inês falava então a Izadora:Se quiser podes ir ao banheiro beber água para sentir-se melhor então Izadora obedecia ao conselho de sua professora e ia beber sua água...Izadora voltava a sala de aula feliz por ter ido beber água e respirar o ar da rua...Izadora era muito inteligente, estudava muito e detestava a luxuria e os confortos de sua casa, ela gostava mesmo era de conversar com seu peixe Vitório e com suas bonecas, que tratava-as como filhos(as) dava nome a cada uma delas e conversava com todas, dava banho, trocava fraldas e assobiava...Izadora fazia cara feia as suas empregadas da casa, quando a chamavam para lanchar ou arrumar seu quarto ela se trancava no banheiro e deixava a torneira aberta para irrigar a horta, já que a água caia direto no quintal na horta de sua casa...Izadora não gostava dos seus empregados, pois achava desnecessário ter tantos empregados em uma única casa de família...Preferia lanchar no quarto com seu peixe Vitório e suas bonecas e sempre jogava um pedaço de seu lanche pela janela, para os passarinhos que a acordavam pela manhã...Izadora adorava a natureza, pássaros, formigas, árvores e claro o seu peixe Vitório e gostava também de sua professora que sempre a compreendia e a deixava beber água antes do recreio...No quintal de sua casa havia uma árvore muito robusta e produtiva era um pé de manga e Izadora adorava colher a mangas e doar na feira para vender, mas não ficava nunca com o dinheiro, já que seus pais eram muito ricos e de posses na graça de Deus...Izadora fazia isso escondido de todos, pois não queria que soubessem que ela gostava de ajudar de alguma forma as pessoas menos favorecidas, já que sua vida naquela casa era chata e solitária...Não gostava muito de seus pais que não tiveram mais filhos e Izadora era filha única, portanto se sentia meio sozinha em meio a seus brinquedos e seu peixe amigo Vitório...Se encontrava com seus pais sempre na hora das refeições e sentava-se em uma das cadeiras com seu peixe Vitório que carregava para todo lado...Seus pais brigavam com ela por carregar o peixe pela casa inteira, mas Izadora queria estar em companhia do seu peixe Vitório sempre...  Seu brinquedo favorito era conversar com Vitório o seu peixe em baixo do pé de manga e colher as mangas para levar a feira escondida...Izadora adorava a energia das plantas da natureza, das frutas, flores, do arco-íris, adorava tomar banho de chuva, e não tomava banho na piscina de sua casa, e de pirassa com seus empregados jogava sal na piscina de casa, só para ver seus empregados esvaziarem a piscina da sua casa...Izadora era teimosa com seus pais, mas tinha muitos amigos(as) na escola, pois como era muito inteligente todos queriam copiar seus textos e trabalhos escolares e Izadora ficava feliz em poder ajudar dessa forma com seus colegas de aula...A parte do seu corpo que Izadora mais gostava de si mesma eram seus pés, que a levavam para todo e qualquer lugar que ela deseja-se, embora seus pais muito amorosos com ela sua filha, viviam recomendando a Izadora para que ela sempre avisasse os empregados onde ela ia, mas Izadora muito teimosa fazia o que dava na “telha” e saia com seu peixe Vitório sempre...Os empregados embora soubessem do comportamento de Izadora contraditório e teimoso, gostavam dela já que tinha trabalho para vigiá-la e cuidar de Izadora eram bem pagos pela família Valentini...Izadora discordava de quase tudo que era ensinado a ela na escola, embora fizesse os trabalhos da escola com muito esmero, mas ficava sempre questionando os professores sobre o que eles ensinavam aos seus colegas e a ela Izadora...Queria sempre dar a sua opinião pessoal em tudo e isso as vezes irritava seus professores que não a compreendiam seu ponto de vista sobre as coisas e sobre os ensinamentos passados na escola...Tinha a sua filosofia própria e era teimosa em seu pensamento, não se permitia ouvir e sim questionar, educar, fazer com que seus colegas vissem o seu jeito de ver tudo no mundo, tinha a sua fé pessoal e isso ninguém podia tirar dela...Izadora adorava árvores de Natal e ficava horas olhando o pinheiro de Natal como se fosse o que existia de mais belo no mundo, pois via ali em seu pensamento as pessoas que conhecia, nas luzes que piscavam e ascendiam e apagavam, percebia que no pinheiro de Natal cada luz era um coração que pulsava de alguém qualquer...Izadora achava a luz a coisa mais sagrada que existe, já que por meio dela é possível ver a quem se ama e a natureza que Izadora tanto ama...A luz fazia Izadora sonhar com o um mundo belo e perfeito, onde todos possam perceber o essencial em cada um de nós, a sua luz própria e interior que eu amo...Izadora também gostava de jogar sementes nos outros na escola e na horta de sua casa, vivia com os bolsos cheios de sementes e jogava por ai onde passasse, mas não as plantava jogava para que alguém as juntasse...Izadora se achava demais na escola, era exibida e peralta se achava a perfeição, o milagre perfeito da vida...Izadora tinha um problema desagradável que era ter frieiras nos pés, vivia com os pés de molho em uma bacia com chá que ela mesma preparava escondida, e sempre curava a si mesma e não contava a ninguém que tinha frieiras nos pés, pois esse era o segredo de Izadora, era linda, rica, inteligente, mas tinha frieira nos pés como qualquer mendigo de rua...Mas izadora nem se importava com isso, já que era a única coisa  de realmente útil que Izadora fazia a mim mesmo é claro, cuidar com amor e carinho do seu peixe Vitório e de suas bonecas sua família  doar as mangas na feira, e cuidar dos seus pés...Izadora perdoava seus pais por não ter tido mais filhos(as) e pelo temperamento burguês e muito materialista, mas reconhecia ser extremamente amada por eles seus pais e sua família...Izadora tem sete anos, mora numa casa luxuosa e linda, ama muito a si mesma e ao seu peixe Vitório e a sua família lógico...Izadora é uma menina que já sabe que é sensível desde criança, mas tudo bem ...Izadora é muito feliz assim ... ...Deus ama Izadora e Izadora ama vocês todos...                                                                                                                   Poeta: Aaron kamo

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui