Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
CLT Fácil de Entender
Aluisio Barbaru
R$ 41,30
(A Vista)



Estátuas-01-157
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)






   > A Senhora



F Kinnal
      CONTOS

A Senhora

A Senhora ficava sentada na varanda olhando pra fora esperando ver ele chegar de volta da viagem tão longa que fez
Aquela espera demora já muito tempo
Pois ele deveria ter voltado logo já que era só uma viagem rotineira a negócio

No entanto nenhuma notícia dele até então
Já procurou por ele em todo lugar sem encontrar
Que sonho em vão
Imaginou pensando
Pensando que ele vai voltar um dia sorrindo pra ela

O pensamento dela foi interrompido pela nova governanta que lhe perguntava o que fazer com um mendigo que está pedindo abrigo e comida

A Senhora diz que dê comida e ofereça um emprego de jardineiro
No entanto recomenda pra governanta pedir referência pois o marido dela iria querer assim do jeito que falou

A governanta relutou
Pois aquela era a dificuldade
Já que tal homem não sabia quem era e não sabia de onde vinha andando
Teria perdido a memória em algum tipo de acidente

A Senhora reconheceu a dificuldade existente naquele caso
Mesmo assim recomendou conceder o emprego de jardineiro ao homem

O tempo foi passando
Passou mais tempo ainda

A Senhora outra vez sentada na varanda olha a linda filha que brinca ao seu lado e lembrou
O marido dela ao se despedir quando fora viajar não sabia que ela estava grávida
Pois a Senhora só soube com certeza da gravidez depois que ele viajou
E não teve a oportunidade de contar pra ele

A Senhora agora observa ao longe o jardineiro cuidando do imenso e lindo jardim de sua propriedade

O tempo foi passando
Passou mais tempo ainda

Toda vez sentada na varanda
Ao entardecer
A Senhora chorava com saudade do marido

O tempo foi passando
Passou mais tempo ainda

A governanta falou com a Senhora pra dar uma informação
Desde o início daquela semana o jardineiro não aparece pra trabalhar
E ninguém sabe onde estaria
A Senhora lamenta com tristeza
Pois desde que aquele jardineiro começou a trabalhar o jardim estava mais bonito muito lindo mesmo
Parecia que toda flor ou rosa que aquele jardineiro tocava e pegava ficava mais linda

O tempo foi passando
Passou mais tempo ainda

Aquela Senhora tão sonhadora e triste recebeu um recado
Alguém mandou avisar que o marido dela fora localizado e estaria de volta no dia seguinte

No dia seguinte a Senhora vestiu seu vestido mais lindo e ficou desde o amanhecer na entrada da residência esperando pelo marido

Aconteceu
Era mesmo ele
Estava de volta em casa
Foi tanto beijo e tanto abraço
Que aquele amor contagiou toda pessoa que trabalhava naquela propriedade
Irradiando tanta felicidade que o casal tinha a merecer
Com mais e maior felicidade

Depois já mais calmo e acostumado ele explicou o acontecido
Havia sofrido um acidente e perdera a memória
Por esse motivo não conseguiu terminar aquela viagem e voltar pra ela

A Senhora segurando a mão da filha ao lado do marido caminha pelo lindo jardim
Ainda caminhando ela comenta dizendo
Precisamos contratar outro jardineiro querido

Ele sorriu
Colheu a flor mais linda no jardim e ao entregar pra esposa diz

Tome esta rosa vermelha que eu mesmo plantei querida

Este lindo jardim que plantei é seu
Aquele jardineiro sem memória
Era eu


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui