Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
O conto de Ruan e sua...
Willians Vieira dos...
R$ 61,40
(A Vista)



Bagunçando Brasília.
Airo Zamoner
R$ 30,50
(A Vista)






   > Um novo sorriso



Maicon da Silva Carlos
      CRôNICAS

Um novo sorriso

Certo dia, pensando na vida, não só na minha, mas na vida do ser humano em geral, e em todos os problemas que todos nós temos e carregamos, percebi que muita gente faz com que esses problemas se tornam maiores apenas com seu péssimo humor perto de nós. Nada como uma pessoa de bom humor por perto para transformar nossos dias rancorosos em piadas constantes.

 
Lógico que não vou sugerir que ignoremos todos aqueles que estão de mau humor, talvez estes precisem do nosso bom humor, mas recomendo para todos, e em todos os momentos, não só apenas naqueles em que não suportamos ver ninguém, nem mesmo nosso reflexo no espelho, que procurem sempre um novo sorriso. Sem deixar de abandonar os antigos, evidentemente. Nada como rever, mesmo que depois de apenas uma hora, ou alguns minutos o mesmo sorriso que te animou mais cedo, porém se for conhecer coisas novas, conheçam um sorriso novo.
 
É provado que o sorriso traz diversos benefícios à saúde. Além dos diversos outros, como animar um dia, trazer esperanças, uma oportunidade para ser feliz. Pode ser considerado também como uma cantada muda. Pode trazer planos, projetos, trajetos, enfim, nada como um sorriso. Se pretende colecionar alguma coisa, colecione sorrisos. Tire uma foto de cada sorriso que viu na vida, das pessoas que conheceu e que vai conhecer, se não tem máquina fotográfica, use o que você mais tem de fantástico em seu corpo, além do coração, seu cérebro e grave tudo aí. Se você já é colecionador de alguma coisa, colecione mais uma: Sorriso!


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui