Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2529)  
  Resenhas (131)  

 
 
O Recomeço
Paulo Ademir de Souza
R$ 104,30
(A Vista)



R$ 18,90
(A Vista)
INDISPONÍVEL




   > Núpcias de alma



Arlete Meggiolaro
      POESIAS

Núpcias de alma


Núpcias de Almas
 
Amanhecer, orvalhado
pela paixão da noite
esbanjando anseios,
da musa desnuda o seio
do lingerie nublado.
 
Idílio... ternura do amanhecer,
no colóquio amoroso,
escorrega seu corpo
sore o peito copioso
da noite apaixonada.
 
Lavas, incandescencia do macho,
deslizam da imensidão fogosa,
com teu facho,
desnorteia a musa
oreenchedo seu regaço.
 
Taça transbordante do querer.
Querer na claridade deste amor
desvencilhar das nebulosas,
ser o frescor eterno no alvorecer
do teu amanhecer.
 
Oásis que umedece os lábios da noite
endoidecendo-a de prazer,
dopando-a com a calada do açoite
deste viver de longe permanecer,
e como desejo de nunca perder.
 
Núpcias de almas eloqüentes.
 
© Arlete Meggiolaro
 
Livro “Orvalho d’Alma, gotas de emoção”
 
*



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui