Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (207)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2525)  
  Resenhas (129)  

 
 
Veículos-03-202
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



O conto de Ruan e sua...
Willians Vieira dos...
R$ 61,40
(A Vista)






   > Valores



Andréa Dias Fernandes
      CRôNICAS

Valores

O mundo evolui a cada dia. A informática, a robótica, o surgimento de veículos cada vez mais potentes, etc. Porém, o básico não muda. Ao menos não deveria mudar. São os valores que os seres humanos precisam para serem felizes e tornarem a vida das outras pessoas felizes.
Apesar de o assunto felicidade estar ultrapassado, sabemos que é busca diária de todos nós, seres humanos. Na verdade, a felicidade tem significados diferentes para cada ser humano. Enquanto para uns a felicidade representa dinheiro, para outros representa o status, para os doentes a saúde, para os órfãos a família, para os desempregados um emprego digno e, para muitos que já tem tudo isto, pode representar qualquer outra coisa. Para mim a felicidade representa ter um trabalho, um lar, uma família que te ampara, amigos, saúde, o abraço de um filho, ou seja, pequenos valores que somente valorizamos quando perdemos. Felicidade são os pequenos momentos felizes do dia-a-dia que tornam os nossos dias melhores. Acredito que na trajetória de vida de cada ser humano nos são apresentados caminhos, os quais decidimos qual seguir. Esta escolha deve ser planejada, já que pode mudar a nossa vida de maneira crucial. Assim, podemos dizer que nós, seres humanos, somos donos do nosso próprio destino. É fundamental que os pais orientem e eduquem seus filhos para que possam construir a sua própria felicidade, para que tenham discernimento para optar sempre pelo melhor caminho, seja através dos estudos, do respeito e valorização à família, da honestidade, do trabalho, da espiritualização. Muitos jovens ficam perdidos e não podem contar com o apoio e a amizade dos pais ou da família, partindo então para caminhos obscuros. Às vezes é possível fazer o retorno e começar uma nova vida, com a sabedoria que este insucesso proporcionou. Porém, muitas vezes este recomeço não existe. Não é possível voltar atrás. Daí vem o arrependimento. Casamentos infelizes, vícios, desemprego, prática de delitos, violência, etc., são as conseqüências destas escolhas. Muitas famílias humildes, até mesmo com pouco estudo, educam seus filhos de maneira exemplar, esforçados, honestos e que conseguem construir um futuro brilhante. Ao mesmo tempo em que muitas famílias com boas condições financeiras e com certo grau de cultura, criam filhos de caráter duvidoso. A grande diferença é a educação e os valores que são repassados para estes jovens. É a orientação para trilhar este ou aquele caminho. Os pais não precisam saber tudo nesta vida. Porém, muitos estão equivocados ao eleger certos valores como fundamentais para a vida. Não importa. Só o tempo dirá. O que importa é o básico, não muda nunca.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui