Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (940)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2529)  
  Resenhas (131)  

 
 
Biologia Ambiental
Maristela Zamoner
R$ 97,80
(A Vista)



A Turma do Morro do...
Marcos Wagner Santana...
R$ 33,70
(A Vista)






   > Quero VER...



Arlete Meggiolaro
      POESIAS

Quero VER...


Quero Ver...


 
Quero ver
de onde
vem o meu amor.
 
Você e minha campânula.
 
Quero ver
as profundidades
que o magma dos sentimentos corre,
em temperatura levada,
queimando as funduras  do meu ser
 
Você fervilha
em meu côncavo e convexo.
 
Quero ver
os caminhos sob a derme
para onde percorrem o magma líquido
que se transmutam
em paixão.
 
Você transmuta meu ser.
 
Quero ver
a razão pela qual do magma-amor
ermegem lavas
provocando o espetáculo pirotécnico
no céu estrelado pelas emoções.
 
Você!...
 
Quero ver
de onde se ergueu
este amor rochoso intrusivo,
desejoso, impulsivo e ardente.
 
Quero ver
sua metrópole interior
soterrada pelas lavas sólidas do meu apetecer
por Você.
 
© Arlete Meggiolaro
 
poema extraído do livro  Orvalho D’Alma
Editado pela Editora Protexto





 



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui