Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (942)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2531)  
  Resenhas (131)  

 
 
A arte de escrever,...
Airo Zamoner
R$ 49,80
(A Vista)



R$ 55,70
(A Vista)






   > Fábula da Gatinha



Kate Lúcia Portela de Assis
      CONTOS

Fábula da Gatinha

Em um salão de beleza, uma elefanta, uma cobra, uma pata e uma cigarra cuidavam de sua aparência, quando viram, na televisão, uma gatinha mimosa fazendo uma apresentação artística.
- Nossa, mas essa gatinha é muito maaaaaagra, é seeeeeeca! - bramiu a elefanta.
- Sssss... vejam que cara de sssss... boazinha! Deve ser uma ssssssonsa! - chocalhou a cobra.
- Aposto que... quack...  não sabe... quack... nadar! - grasnou a pata.
-  Ela canta mal, mal, mal, canta mal, mal, mal! - chiou a cigarra, fazendo batuques.
De repente, a gatinha desapareceu de suas vistas.
Simplesmente, faltou Luz no salão.

Moral da História: A inveja é a admiração da malevolência.
 


CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui