Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (942)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2531)  
  Resenhas (131)  

 
 
Objetos-01-088
Airo Zamoner
R$ 104,00
(A Vista)



Como Fazer...
Maristela Zamoner
R$ 21,10
(A Vista)






   > CHUVA DE JANEIRO



beneditocglima
      POESIAS

CHUVA DE JANEIRO

E a chuva melodia líquida
Caindo no telhado
Vira canção
e a minha emoção se transforma em versos
E a tarde de janeiro
Passa feito pássaro ligeiro
Riscando o céu do Pantanal.
E o canto normal do Pardal
É como uma sinfonia
Quebrando a sutileza da goteira
Casa chorando
Diria o Poeta
E a tarde fenecendo é como um desenho sem cor
Apenas o abraço que goteja.
E o Poeta pega a Guitarra  e senta na rede
E mata a sede com Tererê
E o balanço da rede
Sacode a saudade.
Mas um dia que finda.

CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui