Busca: 

Apelido:

Senha:


Esqueci minha senha
 
  Área do autor

Publique seu texto
  Gêneros dos textos  
  Artigos (641)  
  Contos (942)  
  Crônicas (724)  
  Ensaios (169)  
  Entrevistas (35)  
  Infantil (217)  
  Pensamentos (651)  
  Poesias (2531)  
  Resenhas (131)  

 
 
R$ 46,40
(A Vista)



DUBLE - A um passo em...
Guilherme Augusto...
R$ 49,60
(A Vista)






   > Vida de Escritor



Cleber Pacheco
      CRôNICAS

Vida de Escritor

   Hoje em dia,tanto quanto em outras épocas,a vida de escritor é difícil.Talvez até mais.Há muitos escrevendo,poucos lendo.Uma verdadeira odisséia em busca do leitor perdido é o que nos vemos obrigados a realizar.

   Além disso,a busca de espaço,oportunidades,brechas não é tarefa fácil.Felizmente as páginas virtuais,blogs e comunidades ajudam neste sentido.No entanto,as dificuldades persistem.Muitos buscam,poucos alcançam.

  Escrever sempre foi uma tarefa complexa.Às vezes ingrata,se nos lembrarmos de autores desprezados e esquecidos em vida para alcançarem reconhecimento apenas depois da morte.

   Aém disso,perdemos a aura,como diria o poeta francês Baudelaire.O escritor já não é mais visto como um ser privilegiado,inspirado pelas musas.Somos mais um na multidão tentando sobreviver em meio ao caos.

   No mundo moderno,da pressa e do consumismo,livros tornaram-se supérfluos.Poucos tem tempo e dinheiro para ocupar-se com eles.Outro fator importante é a chamada literatura popular,os best-sellers sem qualidade literária e que vendem muito,tomando o lugar de autores sérios.

   O futuro da literatuta é uma incógnita.E-books,,livros virtuais surgem em cena,mas não sabemos o que virá ao certo.Esperemos que o computador e a internet sejam aliados abrindo portas e janelas.Só o tempo nos dirá.

   Enquanto isso,nós escritores,continuamos nosso ofício com a expectativa de que possamos vingar e que a literatura continue o seu trabalho de refletir a respeito da existência humana e do universo circundante.



CADASTRE-SE GRATUITAMENTE
Você poderá votar e deixar sua opinião sobre este texto. Para isso, basta informar seu apelido e sua senha na parte superior esquerda da página. Se você ainda não estiver cadastrado, cadastre-se gratuitamente clicando aqui